shop-cart

Massacre de Melilla: as fronteiras são actos de violência

Teófilo Fagundes

A 24 de Junho, cerca de 2,000 pessoas tentaram saltar a vedação entre Marrocos e Melilla. A repressão foi brutal e resultou em 40 mortos, de longe o maior número de vítimas numa só tentativa de cruzar esta fronteira. Um resultado que sublinha a natureza mortífera das políticas fronteiriças da UE.

Idanha-a-Nova: 31 ideias em vez do IC31

Francisco Colaço Pedro

Foram décadas de envelhecimento e desertificação humana, mas nos últimos anos pessoas de todo o país e de todo o mundo têm encontrado em Idanha a possibilidade de uma vida de qualidade.

Uma janela para a grande escassez

Jornal Mapa

A escassez de matérias-primas e de energia que a economia global sofreu nos últimos meses é uma pequena amostra do que pode acontecer nos próximos anos se os padrões de consumo não forem alterados.