Solidariedade com a ZAD

7 de Outubro de 2016
Partilha
Tags
Print Friendly

“No dia 8 de Outubro milhares de pessoas juntam-se na ZAD para demonstrar que a determinação do movimento está tão forte como sempre. Honrando as lutas dos agricultores do passado, vamos deixar bastões de madeira na zona, como um sinal de compromisso, e voltar para os utilizar outra vez se necessário. Vamos também criar um celeiro construído por dezenas de carpinteiros durante o verão, que vai ser usado como base caso o despejo aconteça.

Estamos a fazer um apelo internacional a todos os grupos e movimentos para virem à ZAD no dia 8 de Outubro mostrar a sua solidariedade directamente ou através de acções contra o governo francês ou a multinacional Vinci nas suas próprias cidades ou vilas nesse dia.

O aeroporto nunca vai ser construído. A vida na ZAD vai continuar a florescer.

zad7

6 Pontos sobre o futuro de ZAD.

Como não vai ser construído nenhum aeroporto…

Assim que o projecto seja abandonado, queremos:

1 – Que os habitantes, proprietários ou locatários que foram vítimas de uma compra obrigatória ou de um despejo possam ficar na zona e recuperar os seus direitos.

2 – Que os agricultores que resistem e rejeitam a vergar-se à vontade da Vinci, possam continuar livremente a cultivar as terras que estão a usar e recuperar os seus direitos para continuar a trabalhar em boas condições

3 – Que as pessoas que foram para a ZAD para fazer parte desta luta possam continuar na zona. Que tudo aquilo que foi construído desde 2007 como parte do movimento de ocupação, desde as formas de agricultura alternativa, casas auto-construídas, ou abrigos temporários (caravanas, cabanas, etc) e formas de vida e resistência possam ficar e continuar.

4 – Que as terras que todos os anos são redistribuídas pela Câmara da Agricultura à Vinci sob a forma de arrendamento precário sejam tratadas por um conjunto de pessoas que venha do movimento de resistência e que reúna todos os seus elementos. Para que seja o movimento anti-aeroporto, e não as instituições, a decidir que uso devem vir a ter estas terras.

5 – Que estas terras sejam para novos projectos de agricultura e outros projectos, sejam autorizados ou não, e não para a expansão das quintas já existentes.

6 – Que estes acordos se tornem uma realidade através da nossa determinação colectiva e que se resolvam todos os eventuais conflitos ligados à operacionalização destas reivindicações

Nós já estamos a semear e a construir um futuro sem o aeroporto na nossa unidade e na nossa diversidade. Cabe-nos a todos nós, a partir de hoje, permitir que floresça e defendê-lo.”


Retirado do Apelo internacional – Defender a #ZAD
Foto de ValK

About the Author

Comentar

XHTML: Podes usar estas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>